Arquivo da categoria: Noticias

>Travesti é assassinado com quatro tiros por motoqueiro

>

Um travesti foi assassinado com quatro tiros no começo da madrugada da ultima sexta-feira (11), em Sumaré. Os disparos foram feitos por um homem que pilotava uma moto. Ele fugiu e não foi identificado. A vítima ainda nãofoi identificada. Trata-se de um homem magro, 1,60 metro de altura, de cor parda, que usava um vestido listrado nas cores branco e preto, uma peruca com cabelos compridos e pretos e calçava chinelos azuis. Este foi o 12º homicídio neste ano em Sumaré.

O crime aconteceu na Rua Buenos Aires, em frente do número 163. À 0h10, segundo testemunhas contaram à polícia, o travesti caminhava na rua, perto da guia, quando a moto se aproximou em baixa velocidade e o piloto fez os disparos. O atirador usou uma pistola semiautomática de calibre 380, segundo os policiais. Os tiros atingiram as costas e cabeça. O travesti morreu no local.

Policiais encontraram ao lado do corpo uma bolsa marrom, com peças de roupas, alguns objetos pessoais e R$ 6,00. Nenhum documento foi encontrado. Um morador disse aos policiais ter ouvido o barulho dos tiros e o do motor da moto. O corpo foi levado ao necrotério do Cemitério da Saudade e, ontem de manhã, foi submetido à autópsia por um médico do IML (Instituto Médico Legal) de Americana.

A Polícia Civil não conseguiu identificar os motivos do crime. Na rua onde o crime aconteceu as pessoas falaram à polícia que nunca tinham visto o travesti. Os policiais não conseguiram, também, detalhes sobre a moto pilotada pelo criminoso.

-Quando é que isso vai acabar???

>Travesti é ferido com facadas por adolescentes no DF

>Ele foi agredido com socos e tapas e em seguida tomou duas facadas

  
Um travesti, identificado como Ana, foi agredido por dois adolescentes na madrugada do último domingo (6) após desfilar no Ceilambódromo, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília (DF).

Segundo relato da vítima, os dois rapazes estavam no fundo de um ônibus e embriagados. Eles começaram xingar Ana. Com medo, o travesti acionou a polícia. Os dois adolescentes foram retirados do ônibus.

Quando chegou no ponto final, a vítima foi surpreendida com os dois criminosos que a esperavam no local. Ele foi agredido com socos, tapas e duas facadas – uma nas costas, que atingiu uma parte próxima ao pulmão, e a outra embaixo do braço, a dois dedos do coração.

O travesti passou por uma cirurgia e diz acreditar que o motivo da ação foi por preconceito.

fonte:R7

>Florianópolis: Casal gay é xingado e ameaçado com facão na Lagoa da Conceição

>

No inicio da semana, dia 9, quando saiam de uma festa GLS na Lagoa, dois homens gays foram hostilizados, xingados, agredidos e ameaçados por um homem e uma mulher nas imediações da Lagoa da Conceição. Atacados por chineladas e palavras de baixo calão, os dois foram ainda ameaçados com um facão. Os seguranças da festa impediram que o casal gay fosse agredido diretamente e detiveram os agressores até a chegada da polícia.

Uma viatura da polícia militar chegou ao local e levou os agressores para a delegacia, onde prestaram esclarecimentos e foram liberados. 

Liberados? Nem em flagrante conseguimos justiça…

– Os agressores deveriam ser incursos no artigo do código penal, como Constrangimento ilegal Art. 146 – Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda: Pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa. Pois o fato e as circunstâncias assim determina. 

>Universidade gaúcha expulsa aluno que escreveu e-mail homofóbico

>

Mais uma batalha vencida pelo respeito em cima da homofobia. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul expulsou o aluno de Medicina que, em 2010, escreveu e-mail aos colegas de curso incentivando que eles deveriam ou se recusar a atender as “bichas”, chamadas de “escória” e “corpos nojentos” pelo estudante, ou dar diagnóstico errados para homossexuais.

O e-mail foi escrito para criticar a eleição de um homossexual para cargo no movimento estudantil da instituição. As consequências para o aluno podem não parar por aí. A investigação pela Polícia Federal ainda é feita.

É isso. Odeia as “bichas”?! Pois guarde esse ódio para você! Expressou, vamos exigir punição!

fonte:estadão

>Pela segunda noite consecutiva um travesti é baleado em Belo Horizonte

>

Segundo colegas, as duas vítimas moravam na mesma casa

Um travesti foi baleado no final da noite de quarta-feira (2) no bairro Santa Branca, na região da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), em um ponto conhecido pela prostituição. O crime aconteceu menos de 24 horas após um travesti ser assassinado na avenida Afonso Pena.

Jorge da Conceição de Limas, 36 anos, foi atingido no tórax na rua Teles de Menezes e levado ao Hospital Risoleta Neves, onde fez cirurgia. Segundo a Polícia Militar, os autores do crime são outros dois travestis e uma terceira pessoa, ainda não identificada. Eles teriam dado três tiros e fugido em um carro.

Os levantamentos dos militares apontam que o motivo do crime foi a disputa pelo ponto de prostituição. Os travestis já teriam se desentendido em uma boate GLS na região centro-sul de Belo Horizonte.

Colegas afirmaram que Jorge Lima mora na mesma casa onde o outro travesti assassinado residia. O primeiro crime ocorreu na madrugada de quarta-feira na avenida Afonso Pena.

Jorge está internado no Hospital Risoleta Neves e não corre o risco de morrer, de acordo com o plantão policial. Ele foi visitado no início da madrugada desta quinta-feira (3) por colegas, mas nenhum familiar foi à unidade de saúde.

fonte:R7

-Quando é que isso vai acabar??? 

>Aborto e União Homossexual não Podem ser Discutidos por ‘Viés Religioso,’ diz Deputado

>

Deputado afirma que Aborto e União Civil entre Homossexuais serão discutidos pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados no Brasil, dizendo que as discussões “desses assuntos não podem ser feitas apenas pelo viés religioso.”

“A religião é somente um dos aspectos, não pode ser absoluto,” urgiu ele.

O deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), eleito por unanimidade nesta quarta-feira para presidir a Comissão , disse que o colegiado não pode deixar de analisar temas polêmicos.

“Precisamos discutir a organização da família dentro de uma perspectiva moderna, de mudança”, afirmou.

Estes são os temas polêmicos nas últimas eleições presidenciais e têm sido discutidos na Câmara e em diversos setores da sociedade brasileira.

Na campanha eleitoral do ano passado, o presidente da Convenção Batista Brasileira (CBB), ganhou notoriedade ao expressar-se contra o partido dos trabalhadores (PT) da atual presidência do país, que segundo ele defendia idéias libertadoras em favor dessa questão.

Ainda no ano passado, numa pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi, encontrou-se que a maior parte da população brasileira é bastante consvervadora quando se refere a mudanças na legislação a respeito de aborto e casamento gay.

O assunto continua em pauta, sendo que em janeiro deste ano, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, afirmou que iria cumprir as metas do 3º Plano Nacional de Direitos Humanos.

Entre as estratégias do plano incluem a defesa da descriminalização do aborto, da união civil homossexual.

O assunto se tornou ainda mais polêmico.

fonte:CP

>Políticos em Guerra no Brasil por Causa de Direitos Homossexuais no IRS

>

O deputado federal Ronaldo Fonseca (PR-DF) entrou com uma ação na Justiça, nesta segunda-feira, contra o Ministro da Fazenda do Brasil, Guido Mantega para suspender a inclusão de parceiros homossexuais no imposto de renda.

“Eu sou contra o casamento homossexual, contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Essa medida da Receita fere a Lei de Responsabilidade Fiscal,” segundo o G1 Globo.

Ele afirmou que não é contra a inclusão deles no Imposto de Renda desde que isso fosse uma medida legal.

“Eu não sou contra a inclusão deles [homossexuais] no Imposto de Renda, desde que isso fosse legal, mas não é,” disse Ronaldo que é também pastor da Assembléia de Deus.

A inclusão dos homossexuais no imposto de renda a partir deste ano, foi autorizada pela primeira vez pela Receita Federal, órgão ligado ao ministério da Fazenda, por medida tomada ano passado. Ela exige apenas a comprovação de uma união estável de pelo menos 5 anos.

Entretanto, através de um recente pedido dos parlamentares evangélicos, a Consultoria de Orçamento da Câmara fez um estudo sobre o caso e emitiu no dia 24 deste mês, um parecer técnico que considera ilegal essa medida tomada pela Receita Federal.

Um dos argumentos da nota técnica 3/11 é de que a legislação atual não prevê a união estável entre homossexuais e para que a medida seja legal, diz o parecer, seria necessário mudar o artigo 226 da Constituição que diz que “é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher.”

A nota técnica afirmou ainda que a Lei de Responsabilidade Fiscal obriga toda concessão de benefícios fiscais, como a dedução de imposto de renda para os gays, lésbicas e transexuais, vir acompanhada de imapcto orçamentário e fonte de compensação de receita a ser perdida. E de acordo com o estudo, isso não foi feito.

O Deputado Fonseca que afirmou que os alvos da ação não seriam os homossexuais, chamou a atenção para as consequências orçamentárias.

“A presidente anuncia um corte de R$ 50 bilhões no orçamento, e o ministro anuncia essa medida, sem nem dizer como vai cobrir essa despesa,” disse o deputado.

Em rencente nota publicada, o procurado-Geral Adjunto de Consultoria e Contenciosos Tributário, Fabrício da Soller, afirmou que a PGFN não ultrapassou suas competências ao definir o conceito de “companheiro e companheira.” Ele alegou que a interpretação se baseou nos princípios constitucionais como a proibição da discriminação por questões de gênero.

“Esta PGFN tem plena convicção da constitucionalidade e legalidade do seu parecer,” afirmou o procurador-geral em nota.

A assessoria de imprensa de Guido Mantega, entretanto, informou que o ministro não vai comentar a iniciativa do deputado.

O Juiz Bruno Christiano Cardoso que recebeu a ação dos deputados evangélicos contra o Ministro da Fazenda, por sua vez, passou o caso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir. De acordo com seu despacho, a regra constitucional determina que é competência do STJ julgar atos de ministros de Estado.

Segundo o deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, nesta semana, a Frente deve protocolar um projeto de decreto legilativo para sustar a portaria da Receita que autorizou o benefício.

“Acho que não teremos dificuldade [de aprovar o projeto]. Nossa posição é em defesa da Constituição e do Parlamento,” afirmou Campos ao Congresso em Foco.

Hoje e quarta-feira, o deputado Jean Willys (Psol-RJ) – primeiro gay a se eleger deputado federal abertamente defendendo a bandeira dos homossexuais, reúne-se com a senadora Marta Suplicy (PT-SP) e a deputada Manuela D’ávilla (PcdoB-RS) para traçar uma medida contra-ofensiva para manter a dedução do imposto aos homossexuais.

No dia 24, Willys afrimou que já tem quase todas as 171 assinaturas para protocolar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para criar o instituto do casamento civil gay. “Faltam poucas assinaturas,” afirmou Willys.

-Relembrando: O Estado é laico.

>Forças Armadas fazem treinamento de soldados para receberem militares gays

>

Os militares americanos vão passar por um treinamento nos próximos seis meses para se preparem para a chegada dos militares gays e lésbicas nas Forças Armadas do país.

Os militares vão receber uma chamada “formação de sensibilidade”, incluindo os que estão no Afeganistão, para conviverem de forma natural com os novos colegas.

Depois da revogação da lei conhecida como “Don’t Ask, Don’t Tell”, que proibia os homossexuais a se assumirem, o Exército americano mostra que está se preparando definitivamente para a inclusão de todos.

>Salvador inaugura órgão e amplia rede contra discriminação

>

A Secretaria Municipal de Reparação (Semur) de Salvador inaugurou nesta quarta-feira o Observatório da Discriminação Racial, da Violência contra a Mulher e LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). 

O órgão tem como função mapear dados e averiguar denúncias envolvendo ações discriminatórias durante a programação do Carnaval. Segundo a Prefeitura, o atendimento acontecerá em quatro pontos nos circuitos: Estação da Lapa, Campo Grande, Ondina e São Bento.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Salvador, o Observatório funcionará nos quatro locais apenas durante o Carnaval, e não terá poder de prisão – apenas poderá encaminhas denúncias às autoridades. Mesmo assim, durante todo o ano, funciona normalmente na Ladeira de São Bento.

A Semur pretende, com a iniciativa, diminuir as desigualdades ocorridas durante o Carnaval, e promete repetir a iniciativa durante a Copa do Mundo de 2014, com uma unidade próxima à Arena Fonte Nova.

Ainda segundo a Prefeitura, graças aos resultados obtidos em anos anteriores, Salvador ganhou a Unidade Permanente do Observatório, inaugurada em 28 de fevereiro na Estação da Lapa. A unidade funciona das 9h às 18h e conta com advogados, psicólogos e assistente social, entre outros profissionais. 

 
 
fonte:terra

>Rio fará campanha de combate à homofobia durante o carnaval

>

Haverá distribuição de panfletos, campanha na TV e internet, além da instalação de um posto de atendimento 

Pela primeira vez durante um carnaval, a capital fluminense fará uma campanha de combate à homofobia. Haverá distribuição de panfletos, campanha na televisão e na internet, além da instalação de um posto de atendimento com profissionais de assistência social. A iniciativa, da prefeitura do Rio, será desenvolvida pela Coordenadoria de Diversidade Sexual.

A ideia é informar os cidadãos sobre doenças sexualmente transmissíveis e orientar sobre direitos civis. Um dos objetivos da coordenadoria, instância ligada ao gabinete do prefeito, Eduardo Paes, é esclarecer sobre uma lei que assegura a liberdade de manifestações públicas de carinho, por exemplo.
“O que vale para um casal heterossexual vale para um casal homossexual”, disse o coordenador Carlos Tufvesson. “O beijo entre duas pessoas do mesmo sexo não é diferente enquanto manifestação de carinho de um beijo entre duas pessoas do sexo oposto”, acrescentou o estilista, durante lançamento da campanha, na quarta-feira, 2.
Folhetos foram escritos em português e em inglês – já que a cidade foi eleita o melhor destino gay do mundo – e informam sobre um e-mail para o encaminhamento de denúncias e pedido de informações. Os panfletos começarão a ser distribuídos no próximo sábado, 5, em tradicionais pontos de folia gays como Copacabana e Ipanema, na zona sul e em Madureira, na zona norte.
Paralelamente, a coordenadoria instalará na Praça General Osório, em Ipanema, um posto móvel que funcionará das 14h às 24h tirando dúvidas dos foliões sobre a lei de combate à discriminação em locais públicos e orientando sobre procedimentos para denúncias em casos de homofobia.
A campanha publicitária na internet e na televisão está prevista para começar hoje (3), com vídeos de celebridades pedindo “tolerância zero a qualquer tipo de preconceito”, reforçou Tufvesson, ao minimizar a menor representação de lésbicas e travestis nas peças publicitárias.
“Os vídeos foram produzidos em cima da hora. Contactamos as pessoas às pressas. Algumas puderam ir, outras não. Todas [as categorias] estão conosco em alma e espírito. Jamais excluiríamos ninguém”, disse o coordenador especial.
Para orientar os foliões sobre os direitos civis e protegê-los de qualquer ação discriminatória, a Guarda Municipal recebeu treinamento da Coordenadoria de Diversidade Sexual.

 

fonte:Estadão

%d blogueiros gostam disto: