>Ser diferente é normal?


>

Essa é uma daquelas frases muito difundida e pouco respeitada. Hipocrisia pura, obviamente. A nossa sociedade nunca foi educada para lidar com o diferente, e, sinceramente, ainda não vejo o mínimo de esforço necessário sendo despendido para aprender a fazê-lo. Apontar o dedo, selecionar vítimas, julgar, estereotipar ou simplesmente ignorar são práticas muito mais comuns em nosso meio social.

Pessoas negras, albinas, ateias, homossexuais ou que possuam algum tipo de deficiência mental ou física nunca foram tratadas da maneira correta, ou seja, normalmente. As pessoas acham que possuem respeito por essas outras, mas na verdade elas apenas selecionam uma dessas “características” vistas como defeito e a classificam como algo peculiar e especial que deve ser tratado como um diferencial, tentando justificar a característica como se fosse um erro ter nascido negro, gay ou especial, por exemplo.

Esperamos que as pessoas se encaixem aos padrões exigidos, quando na verdade não existe padrão correto em se tratando da essência humana, cada pessoa é única, com desejos, objetivos, opiniões e gostos diferentes, portanto, ser diferente deveria ser normal, mas não é, não na nossa sociedade. Aquele que não se enquadra nos padrões sociais está fadado a ser visto como doente, tornando-se vítima do mau caráter alheio.

A maioria das pessoas que acha que é normal ser diferente, na verdade não se importa com tais fatos, até o momento em que descobre que seu/sua filha é homossexual, ou quando se depara com o nascimento de um filho com alguma deficiência. Ninguém se importa com a falta de sinalização e infraestrutura adequada aos deficientes físicos até estarem sentados em uma cadeira de rodas. Tudo parece ser muito normal quando o problema é com o outro. É sempre assim, a maioria das pessoas precisa experimentar para aprender. A solução me parece simples: aprender a ser gente e a tratar os outros como gente. Isso realmente deveria ser naturalmente fácil, mas não é. Em um mundo individualista, parece até que também é visto como diferente aquele que ainda se importa com o outro, ser humano não é normal, o normal seria cuidar da sua própria vida e agir de forma egoísta com todas as outras.

Não sou hipócrita a ponto de dizer que consigo agir com naturalidade diante de todas as diferenças humanas, não consigo, mas aceito-as. Sei que, pra muita gente, deve ser muito mais difícil, nem todo mundo possui o discernimento e a vontade necessários para tal mudança, mas acredito também que ser visto como diferente é um milhão de vezes mais difícil. Que tal amenizarmos as dificuldades de ambas as partes e começarmos a respeitar uns aos outros?

fonte: revolução.net

Sobre STOP HOMOFOBIA

promovendo a LUTA contra homofobia e à favor dos direitos GLBT

Publicado em 28 de março de 2011, em Duvidas e GayHelp. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: