>Ativista homossexual morto em sua casa


>

Kampala – Um militante homossexual ugandês, cujo nome e fotografia tinham sido publicados por uma revista homófobo acompanhado de um apelo à morte, foi assassinado em sua residência, perto de Kampala, anunciou hoje (quinta-feira) o seu advogado à AFP.

“Ocorreu quarta-feira às 13H30”, explicou John Francis Onyango, precisando que a vítima, David Kato, havia sido morta em seu domicílio situado a cerca de 15 Km a leste de Kampala.

Segundo as primeiras informações recebidas pelo advogado, um homem entrou no domicílio de Kato antes de se meter em fuga. Os indícios desta agressão não são conhecidos.

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) precisa hoje (quinta-feira) num comunicado que o militante morreu durante a sua transferência ao hospital.

David Kato era um militante da associação Minorias sexuais no Uganda.
Já conhecido pelas suas aparições públicas, o seu nome e a sua fotografia haviam sido publicados em um artigo em 2010, que apela para seus leitores ao enforcamento dos homossexuais e militantes.

 fonte: angolapress 

-Os atos homossexuais são considerados crime no Uganda, com penas previstas até 14 anos de prisão. Absurdo, não?
 

Sobre STOP HOMOFOBIA

promovendo a LUTA contra homofobia e à favor dos direitos GLBT

Publicado em 27 de janeiro de 2011, em Noticias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: