>Militantes da causa "união civil" cobram respeito


>

Militantes da causa da União Civil entre pessoas do mesmo sexo, em Alagoas, articulam uma reação pública. Eles querem denunciar a violência que têm sofrido e explicar a sociedade que não são a favor do “casamento gay”, mas sim do reconhecimento de direitos econômicos e sociais.

No Estado, desde que comprovada a convivência, os homossexuais podem registrar a união em cartório. A medida foi legalizada pela desembargadora Elizabeth Carvalho, no ano passado. Nacionalmente, porém, segundo o Grupo Gay de Alagoas (GGAL), ela encontra resistências, devido à desinformação.

Não estamos discutindo a união no âmbito religioso como querem os parlamentares evangélicos. Nossa questão é de cidadania e respeito. Por isso também somos a favor da criminalização da homofobia. Por causa da intolerância morrem muitos homossexuais. Somente este ano já são três casos em Alagoas”, disse Nildo Correia, presidente do GGAL.

fonte: gazetaweb 

Sobre STOP HOMOFOBIA

promovendo a LUTA contra homofobia e à favor dos direitos GLBT

Publicado em 26 de janeiro de 2011, em Noticias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: